INSS libera lote de pagamentos de revisão de auxílio no início de maio

O INSS vai liberar o último lote de pagamentos da revisão dos auxílios, entre os dias 2 e 6 de maio. Saiba mais no nosso artigo!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
benefício inss

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) vai liberar o último lote de pagamentos da revisão do artigo 29, chamada também de revisão dos auxílios, entre os dias 2 e 6 de maio. 

Segundo o Instituto Nacional, cerca de 10 mil segurados que receberam o auxílio-acidente, auxílio-doença, aposentadoria por invalidez e pensão por morte calculados de maneira errada, nos anos de 2002 a 2009, vão receber a revisão de valores.

Além disso, no caso de falecimento do segurado com direito à revisão, seus herdeiros têm o direito de receber os valores pendentes. Confira tudo sobre esse pagamento no nosso artigo!

O que compreende o pagamento da revisão?

A revisão dos pagamentos serão pagos para os segurados que, em 2012, tinham até 45 anos de idade no mês de abril, que já não recebiam mais os valores do benefício com algum tipo de erro de cálculo e que tinham direito aos valores atrasados a partir de R$ 6.000,01.

O pagamento ocorrerá entre os dias 2 e 6 de maio e respeitará um cronograma estabelecido pelo número final do benefício:

– Benefício final 1 e 6: recebe dia 2 de maio 

– Benefício final 2 e 7: recebe dia 3 de maio 

– Benefício final 3 e 8: recebe dia 4 de maio 

– Benefício final 4 e 9: recebe dia 5 de maio 

– Benefício final 5 e 0: recebe dia 6 de maio 

Como fazer a consulta do pagamento da revisão?

Para consultar o pagamento do benefício, o segurado pode entrar em contato pelo telefone do INSS número 135, de segunda a sábado, das 7h00 às 22h00.

Além disso, é possível fazer a consulta pelo site e ou aplicativo Meu INSS. Você precisa acessar a plataforma com o CPF e senha do gov.br para, depois, pesquisar sobre “Revisão de Benefício – artigo 29”.

Feito isso, vá até a opção de “Consultar a Revisão de Benefício – Art. 29” e verifique se há valores para receber.

O que diz o artigo 29 sobre a revisão?

Durante os anos de 2002 a 2009, o Instituto Nacional cometeu erros errou nos cálculos de pagamentos de benefícios por incapacidade.

Lembrando que esses erros aconteceram porque nesse período o INSS deixou de descartar os 20% menores salários na hora de fazer o cálculo da média salarial, resultando, assim, em um benefício com valor inferior.

Naquela época, o cálculo do benefício deveria considerar os 80% maiores pagamentos, porém, o órgão fez o cálculo incluindo todos os salários, desconsiderando os menores.

Em 2012, após ação judicial, o órgão aceitou um acordo para pagar os valores devidos. Então, fique de olho no cronograma para receber os valores, caso tenha direito. 

Gostou do artigo? 

Então, não deixe de compartilhar com os colegas e amigos esse conteúdo superinteressante. 

Quer aprender tudo sobre a implantação da 3ª fase de implantação do eSocial? Então, inscreva-se gratuitamente na Maratona eSocial para Órgãos Públicos.

Leia também: 

Plano de ação para implementar o eSocial para órgãos públicos

Órgãos Públicos: quem está obrigado a prestar informações ao eSocial?

Processos indicados na implantação do eSocial para órgãos públicos

eSocial para Órgãos Públicos: vantagens de utilizar o novo sistema

eSocial Órgãos Públicos: penas, multas e sanções pelo descumprimento

Aqui no Portal da Nith Treinamentos, você encontra informações sobre Departamento Pessoal, Recursos Humanos e Área Contábil para que tenha acesso às principais e mais confiáveis informações destes segmentos. 

Continue acompanhando Nith, empresa referência na área trabalhista, contábil, fiscal, previdenciária e em eSocial, nos principais canais de comunicação: Youtube, Instagram e Facebook.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.