eSocial para Órgãos Públicos: vantagens de utilizar o novo sistema

A a 3ª fase de implantação do eSocial começará em abril, prevendo uma série de benefícios. Saiba quais são eles!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
esocial

Criado para facilitar o envio de informações trabalhistas, estatutárias, previdenciárias, tributárias e fiscais sobre contratação e uso  de mão de obra onerosa, com ou sem vínculo empregatício, e de produção rural, o eSocial chega para facilitar também o dia a dia tanto de empresas privadas quanto das instituições públicas. 

Quando concluída a implementação do programa, o eSocial se transformará em um sistema unificado de folha de pagamento digital, onde, empresas e órgãos públicos fornecerão dados dos empregados às entidades competentes. 

Quer entender melhor as vantagens do novo sistema? Vem com a gente!

Por que o eSocial foi criado?

O eSocial (Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas) foi criado, em 2014, no sentido de simplificar a entrega de obrigações, dispensando o uso de papéis, uma vez que os documentos estarão reunidos em um único sistema e online.

No período da sua criação, ele era um programa que consolidava o banco de dados do Ministério do Trabalho, Receita Federal e Caixa Econômica Federal, com a finalidade de melhorar a forma como as empresas privadas e públicas enviam suas informações para o governo

Quais as vantagens do eSocial para os órgãos públicos?

O sistema do eSocial facilitará a gestão de processos, garantirá maior a segurança dos dados e também fornecerá ao Governo Federal informações muito mais precisas, seguras e consolidadas sobre a movimentação dos trabalhadores no mercado de trabalho.

Mas não é só isso, selecionamos as mais diversas vantagens do novo sistema de transmissão de dados do Governo Federal.

– Eliminação da transmissão da mesma informação para os diferentes entidades do governo;

– Maior eficiência e segurança dos processos impactados pelo eSocial;

– Simplicidade e agilização na emissão e correção das informações;

– Maior segurança no armazenamento dos dados;

– Substituição de procedimentos manuais por processos automatizados.

Para o Governo, as vantagens também são enormes, como: 

– Simplificar o cumprimento das obrigações de empresas e órgãos públicos com o Governo;

– Viabilizar a garantia de direitos previdenciários e trabalhistas;

– Aprimorar a qualidade das informações prestadas;

– Substituir a entrega de formulários e declarações, como GFIP, RAIS, CAGED, DIRF e etc pelo eSocial.

Por isso, se você atua em órgãos públicos, fique de olho, pois a 3ª fase de implantação do eSocial será implementada em abril.

Gostou do artigo? 

Então, não deixe de compartilhar com os colegas e amigos esse conteúdo superinteressante. Aliás, fique de olho no nosso blog, pois, ao longo do mês de abril, vamos abordar outros temas relacionados ao eSocial para órgãos públicos. 

Aliás, se você quer ficar por dentro da 3ª fase de implantação do eSocial, inscreva-se gratuitamente na Maratona eSocial para Órgãos Públicos.

Leia também: 

eSocial Órgãos Públicos: penas, multas e sanções pelo descumprimento

eSocial para Órgãos Públicos: como funcionará o procedimento

IRPF e bolsa de pós-graduação: saiba se é preciso declarar?

Saiba como declarar o saque do FGTS no IRPF 2021

Imposto de Renda MEI: Como saber se preciso fazer a declaração

Aqui no Portal da Nith Treinamentos, você encontra informações sobre Departamento Pessoal, Recursos Humanos e Área Contábil para que tenha acesso às principais e mais confiáveis informações destes segmentos. 

Continue acompanhando Nith, empresa referência na área trabalhista, contábil, fiscal, previdenciária e em eSocial, nos principais canais de comunicação: Youtube, Instagram e Facebook.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.