Pular para o conteúdo
Receba nossas notícias em seu e-mail:
Search
Close this search box.

eSocial Órgãos Públicos: 4 processos indicados na implantação

Para que o eSocial seja implantado do jeito correto, é preciso ficar atento aos procedimentos que devem ser feitos. Listamos neste artigo as atividades que um sistema que automatiza o envio das informações precisa executar.
eSocial

Se você acompanha o nosso Portal, provavelmente já sabe que a 3ª fase de implantação do eSocial (Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas) para os Órgãos Públicos começa neste mês de agosto.

Ao longo de todo o mês, esse assunto importantíssimo será pauta aqui no Portal da Nith Treinamentos. O artigo de hoje falará sobre os processos mais indicados durante a implantação para Órgãos Públicos.

Quer saber mais? Então, vem com a gente!

Órgãos Públicos: procedimentos durante a implantação do eSocial

Para que o eSocial seja implantado do jeito correto, é preciso ficar atento aos procedimentos que devem ser feitos. 

Listamos aqui as atividades que um sistema que automatiza o envio das informações precisa executar:

– Diagnóstico e Mapeamento: essa etapa organiza e reagrupa os dados do órgão público, otimizando, assim, o tempo da equipe para executar outras tarefas importantes. 

– Sistema de gestão e mensageria: esse sistema permite que o profissional tenha o controle total dos dados e possa visualizar de forma simples as ações ocorridas. A mensageria funciona como uma espécie de correio, enviando e recebendo os comunicados relacionados ao eSocial.

– Integração: esses sistemas precisam ser integrados aos que o órgão público já utiliza, pois, eles facilitarão ainda mais a adequação do sistema para Órgãos Públicos e privados.

– Eliminar redundância de erros e fraudes: Com o número significativo de dados que serão enviados ao sistema é arriscado que muitas informações sejam enviadas duas vezes e ocasionar diversos erros – principalmente no início.

Cronograma de implantação do eSocial para os órgãos públicos

O cronograma de implantação para Órgãos Públicos, assim como para as empresas privadas, foi dividido em fases:

1ª Fase – 21/07/2021

Informações relativas aos órgãos, ou seja, cadastros dos empregadores e tabelas

2ª Fase – 22/11/2021

Informações relativas aos servidores e seus vínculos com os órgãos (eventos não periódicos). Ex: afastamentos, admissões e desligamentos.

3ª Fase – 22/08/2022

Envio das folhas de pagamento de todo o mês de agosto/2022.

4ª Fase – 01/01/2023

Envio de dados de saúde e segurança no trabalho (SST)

Quais as vantagens do eSocial?

O eSocial facilita a gestão de processos, garante maior a segurança dos dados e também fornece ao Governo Federal informações muito mais precisas, seguras e consolidadas sobre a movimentação dos trabalhadores no mercado de trabalho.

Além disso, o sistema auxilia na eliminação da transmissão da mesma informação para os diferentes entidades do governo, dando maior eficiência e segurança aos processos impactados pelo eSocial.

Sem contar que o eSocial para Órgãos Públicos também simplifica e agiliza a correção dos dados, promovendo ainda a substituição de procedimentos manuais por processos automatizados.

Gostou do artigo? Então, não deixe de compartilhar com os colegas e amigos esse conteúdo superinteressante. Aliás, fique de olho no nosso Portal, pois, ao longo do mês de agosto, vamos abordar outros temas relacionados ao eSocial para Órgãos Públicos. 

Aliás, se você quer ficar por dentro da 3ª fase de implantação para os Órgãos Públicos, inscreva-se na Masterclass eSocial para Órgãos Públicos.

Leia também: 

eSocial Órgãos Públicos: penas, multas e sanções pelo descumprimento

Plano de ação para implantar a 3ª fase do eSocial

Fim da DIRF: mudanças no DCTFWeb foram publicadas hoje

3 dicas para empreender mesmo trabalhando CLT

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale com a Nith
Olá, como podemos te ajudar?
x