Pular para o conteúdo
Receba nossas notícias em seu e-mail:
Search
Close this search box.

Checklist para processos de admissão e demissão

A contratação e demissão de funcionários são processos importantes para qualquer empresa. 

Eles fazem parte do ciclo natural de crescimento e mudança de uma organização, seja por necessidades de redução de custos, aumento de produtividade ou expansão do negócio. 

No entanto, tanto a demissão quanto a admissão de colaboradores devem ser conduzidas com cuidado e atenção para evitar problemas jurídicos e danos à imagem da empresa. 

Por isso, para te ajudar a fazer esses processos de forma correta, elaboramos um artigo com um checklist completo com todos os aspectos que devem ser observados em processos de admissão e demissão. Confira!

Checklist: processo de admissão

O processo de admissão envolve uma série de etapas que não podem ser esquecidas. Listamos todos eles logo abaixo, dá uma olhadinha:

Seleção

O processo seletivo deve ser conduzido de forma justa e transparente, com base em critérios objetivos. 

É importante que a empresa defina claramente as competências e habilidades necessárias para o cargo, e que a seleção seja realizada por profissionais qualificados. 

Você pode fazer a divulgação da vaga em sites de empregos, redes sociais, no site da própria empresa, etc.

Contrato

Após o processo de seleção e escolha de candidato, é preciso ficar atento ao contrato com o novo colaborador.

O documento deve ser elaborado de forma clara e objetiva, estabelecendo as condições de trabalho, remuneração, benefícios e obrigações do colaborador e da empresa. É importante que o contrato seja lido e compreendido pelo colaborador antes da assinatura.

Documentação

Para a assinatura do contrato, a empresa deve solicitar e arquivar toda a documentação necessária para a admissão do colaborador, que são os seguintes:

Carteira de Trabalho e Previdência Social;

Certidão de nascimento;

CPF;

RG;

Título de eleitor;

Certidão de casamento (caso haja);

Carteira de inscrição no PIS/PASEP;

Carteiras profissionais expedidas pelos órgãos da classe competentes;

Certificado de Reservista ou prova de alistamento ou dispensa do serviço militar (se for do sexo masculino).

Integração

A integração do novo colaborador na empresa é um processo importante para o sucesso da contratação. 

É importante que a empresa ofereça treinamentos e suporte para o novo colaborador, apresente a cultura e os valores da empresa, e integre o colaborador com a equipe.

Checklist: processo de demissão

Assim como na admissão de um funcionários, você precisa seguir todas as etapas em um processo de demissão. 

Confira quais são eles:

Demissão com justa causa 

A demissão por justa causa é aquela em que o empregado comete uma falta grave, prevista em lei ou no contrato de trabalho. 

Antes de demitir por justa causa, é importante que a empresa tenha provas claras do comportamento inadequado do colaborador. Caso contrário, o funcionário pode entrar com uma ação trabalhista e a empresa pode ser obrigada a pagar uma indenização.

Para demitir um funcionário por justa causa, é importante que você observe quais são os critérios previstos no art. 482, da CLT. 

Vale lembrar que na demissão por justa causa, o colaborador perde todos os direitos, sem exceção, já que ele infringiu a lei e/ou as ordens da empresa.

Demissão sem justa causa

A demissão sem justa causa é um procedimento muito comum e acontece quando a empresa deseja encerrar o vínculo empregatício com o funcionário.Nesse processo, o colaborador tem os seguintes direitos:

Aviso prévio;

Saldo de salário;

13º terceiro salário;

Férias proporcionais; 

Seguro desemprego.

Pedido de demissão

Em um processo de demissão, é possível que ela ocorra por pedido, que é quando a iniciativa de desvinculação da empresa é feita pelo colaborador e não pela empresa.

Lembrando que, nesse caso, o funcionário perde o direito ao seguro desemprego, porém, recebe saldo de salário, férias e décimo terceiro proporcionais.

Demissão consensual

Já a demissão consensual é uma modalidade formalizada com a nova reforma trabalhista. Nesse sentido, ela ocorre quando o empregado e o empregador decidem pelo rompimento do contrato de trabalho de maneira recíproca.

Nesse tipo de demissão, a empresa deve respeitar os seguintes direitos: 

Pagamento de um valor menor ao colaborador sobre a multa do fundo de garantia (20%);

Pagamento da metade do valor de aviso prévio;

O empregado pode movimentar apenas 80% do FGTS.

Documentações necessárias para diferentes tipos de contrato

Vale lembrar que há diferentes documentos que devem ser apresentados dependendo do tempo de contrato do colaborador. Confira:

Menos de um ano de contrato

Termo de rescisão de contrato;

Comprovante Aviso prévio;

Carteira de Trabalho e Previdência Social;

Livro ou ficha de registro de empregados;

Comunicado de dispensa requerimento do seguro desemprego;

Extrato do FGTS (demissão pelo empregador)

Atestado médico demissional.

Um ano ou + de contrato

Termo de Rescisão de Contrato;

Cheque administrativo nominal ao ex-funcionário, dinheiro ou depósito – no valor correspondente verbas rescisórias;

Carteira de Trabalho e Previdência Social;

6 últimas guias do FGTS – GFIP;

Livro ou ficha de registro de empregados;

Comprovante de aviso prévio;

Carta de Preposto, se houver.

GRFP paga;

Comunicado de dispensa requerimento do seguro desemprego;

GRs das contribuições sindical, assistencial e confederativa do empregado – referentes ao exercício, se houver;

Extrato do FGTS (demissão pelo empregador);

Atestado médico demissional.

Para que todo o processo seja feito dentro da legalidade, fique atento aos prazos. Segundo o art. 477, § 6, da CLT, a rescisão deve ser paga em até 10 dias, a partir do término do contrato.

Gostou do artigo? Então, continue acompanhando o nosso blog, pois trazemos dicas sobre as áreas de RH, Departamento Pessoal e Contabilidade, além de novidades e as últimas notícias do setor.

Aproveite e venha pro Nithflix!

Clique aqui e conheça todos os cursos disponíveis no Nithflix por apenas R$39,90 por mês/ plano anual

Leia também:

MEI: declaração anual deve ser enviada até 30 de maio

IR 2023: R$ 3,4 milhões serão doados para fundos sociais

Principais diferenças entre assistente e analista de DP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale com a Nith
Olá, como podemos te ajudar?
x