Pular para o conteúdo
Receba nossas notícias em seu e-mail:
Search
Close this search box.

Imposto de Renda: como fazer a declaração de criptomoedas

Confira todos os detalhes de como cumprir suas obrigações fiscais ao declarar criptomoedas no Imposto de Renda 2023!

Com o crescente interesse e adoção das criptomoedas nos últimos anos, é essencial compreender como declarar esses ativos no Imposto de Renda. 

Muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre como fazer a declaração correta desses ativos digitais. 

Por isso, elaboramos um artigo com todos os detalhes de como cumprir suas obrigações fiscais ao declarar criptomoedas. Continue lendo!

Passo a passo para fazer a declaração das criptomoedas

Confira como fazer a declaração das criptomoedas no seu Imposto de Renda 2023:

Classificação das criptomoedas

As criptomoedas podem ser classificadas como bens ou direitos, segundo orientação da Receita Federal.

Lembrando que essa classificação influencia o tratamento fiscal e o modo como as criptomoedas devem ser declaradas.

Compra e venda de criptomoedas

Ao comprar ou vender criptomoedas, é necessário manter um registro detalhado de todas as transações, incluindo datas, valores em reais, quantidade de criptomoedas adquiridas ou vendidas e quaisquer taxas envolvidas.

Declaração de saldos de criptomoedas

É obrigatório informar à Receita Federal a posse de criptomoedas em seu patrimônio. Para isso, é necessário preencher a ficha “Bens e Direitos” da declaração de Imposto de Renda, utilizando o código específico para criptomoedas.

Rendimentos obtidos com criptomoedas

Caso você tenha obtido rendimentos com criptomoedas, seja por meio de negociação, mineração ou staking, esses valores devem ser declarados como rendimentos tributáveis. 

Sendo assim, eles devem ser informados na ficha “Rendimentos Tributáveis Recebidos de Pessoa Física e do Exterior”.

Isenção de imposto para vendas de até R$35.000

No Brasil, existe uma isenção de imposto de renda para vendas de criptomoedas no valor de até R$35.000 em um mês. Caso suas vendas estejam dentro desse limite, você não precisará pagar impostos sobre os lucros obtidos.

Imposto devido

Se você ultrapassou o limite de isenção de R$35.000 em um mês, será necessário calcular e pagar o imposto devido sobre os lucros obtidos com a venda de criptomoedas. 

A alíquota varia de acordo com o valor dos ganhos e deve ser recolhida até o último dia útil do mês seguinte à venda.

Exchange estrangeira

Caso tenha realizado transações em exchanges estrangeiras, é importante declarar essas movimentações na declaração de Imposto de Renda, informando os dados completos da exchange e mantendo registros precisos de todas as transações realizadas.

Utilização de softwares de controle

Para facilitar o processo de declaração de criptomoedas, recomenda-se o uso de softwares de controle específicos. Essas ferramentas ajudam a manter registros precisos de todas as transações e auxiliam no cálculo dos impostos devidos.

Com as nossas orientações, ficou mais fácil fazer a declaração de criptomoedas no Imposto de Renda 2023. Aliás, se você ainda não entregou as informações, é bom correr, pois o prazo termina no próximo dia 31 de maio. 

Gostou do artigo? Então, continue acompanhando o nosso blog, pois trazemos dicas sobre as áreas de RH, Departamento Pessoal e Contabilidade, além de novidades e as últimas notícias do setor.

Clique aqui e conheça todos os cursos disponíveis no Nithflix por apenas R$39,90 por mês/ plano anual

Leia mais:

IR 2023: saiba quem pode ser declarado como dependente

Vale-alimentação e vale-refeição: conheça as mudanças aprovadas pelo governo

IR 2023: 40% dos contribuintes ainda não enviaram a declaração

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale com a Nith
Olá, como podemos te ajudar?
x