Pular para o conteúdo
Receba nossas notícias em seu e-mail:
Search
Close this search box.

e-CAC: Disponibilizadas novas formas de acesso a serviços

De acordo com publicação no site da Receita Federal, foi implementado, no dia 9 de janeiro, um novo pacote de aplicações integradas ao Portal e-CAC com adequações em relação à autenticação com a conta gov.br.

Serviços que eram acessados exclusivamente mediante o uso de certificado digital agora estão disponíveis para os usuários que possuam a conta gov.br, com nível de confiabilidade prata ou ouro, independentemente da forma de acesso (CPF e senha, por exemplo).

Outra recente mudança, ainda segundo o site da Receita, é a possibilidade de outorgar procurações eletrônicas e alterar o perfil de atuação no e-CAC com a conta gov.br.

Assim, os cidadãos já podem passar procurações para que outras pessoas utilizem os serviços digitais da Receita Federal em seus nomes, de forma imediata, sem precisar formalizar um processo.

Além disso, MEIs, empresários e procuradores, uma vez autenticados, já podem acessar todas as informações e utilizar serviços em nome de suas empresas e clientes, sem a necessidade de um certificado digital.

As implementações representam um gigantesco avanço na prestação de serviços digitais e a expectativa é de que a ampliação do acesso reduza a busca por atendimento.

Os serviços relativos à EFD-Reinf e DCTFWeb, contudo, ainda terão seu acesso restrito ao uso de certificado digital e código de acesso, nas hipóteses legalmente previstas.

A adequação desses serviços ainda está sendo analisada.

Agora, com a conta gov.br de nível prata ou ouro, você pode:

  1. Acessar praticamente todos os serviços digitais disponíveis no e-CAC.
  2. Cadastrar uma procuração, sem precisar abrir um processo.
  3. Representar sua empresa ou cliente e utilizar os serviços em nome deles.
  4. Aderir ao domicílio tributário eletrônico.
  5. Abrir processos, consultar e juntar documentos.
  6. Consultar pagamentos, retificá-los, pedir restituição e muito mais.

Ainda não pode:

  1. Enviar a EFD-Reinf.
  2. Enviar a DCTFWeb.

Com informações: Receita Federal

Leia também:

eSocial: Prorrogada a entrada em produção dos Eventos de Processos Trabalhistas

Empreender do zero: passo a passo para tornar isso possível

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale com a Nith
Olá, como podemos te ajudar?
x