Pular para o conteúdo
Receba nossas notícias em seu e-mail:
Search
Close this search box.

O que a CLT diz sobre o prazo de pagamento da rescisão?

Leia o nosso artigo e entenda o que a CLT diz sobre o prazo de pagamento da rescisão!
pagamento da rescisão

No Departamento Pessoal, onde a gestão de recursos humanos precisa ficar atento as nuances da legislação trabalhista, a pontualidade nos prazos ganha destaque, especialmente quando se trata do pagamento de rescisões contratuais. 

A eficiência nesse processo não apenas reflete a responsabilidade da empresa perante seus colaboradores, mas também assegura o cumprimento rigoroso das normativas legais.

Compreender os prazos estabelecidos por lei não é apenas uma formalidade burocrática; é uma garantia de respeito aos direitos dos trabalhadores e, ao mesmo tempo, uma estratégia para evitar complicações legais que possam surgir devido a atrasos indevidos.

Vem com a gente e entenda o que a CLT diz sobre o prazo de pagamento da rescisão!

Quais os tipos de rescisão de contrato?

Existem diversos tipos de rescisão de contrato de trabalho, cada um associado a circunstâncias específicas. Abaixo, estão alguns dos tipos mais comuns:

Rescisão Voluntária (Pedido de Demissão): O funcionário decide encerrar o contrato de trabalho por vontade própria. Geralmente, é necessário cumprir um aviso-prévio, que pode ser trabalhado ou indenizado.

Rescisão Involuntária (Demissão Sem Justa Causa): O empregador decide dispensar o funcionário sem apresentar uma justificativa específica relacionada ao desempenho ou comportamento do empregado. São devidas verbas rescisórias.

Rescisão por Justa Causa: A demissão ocorre devido a uma falta grave cometida pelo funcionário, como desonestidade, insubordinação, abandono de emprego, entre outras. Nesse caso, o empregador não precisa pagar algumas verbas rescisórias.

Rescisão por Acordo entre as Partes: Empregador e empregado concordam mutuamente em encerrar o contrato de trabalho. A Reforma Trabalhista de 2017 introduziu a modalidade de rescisão por acordo, com regras específicas.

Rescisão por Término de Contrato por Prazo Determinado: Quando o contrato de trabalho tem um prazo estipulado, ele pode ser rescindido ao final desse período sem a necessidade de justificativa.

Rescisão por Mútuo Acordo no Contrato de Experiência: No caso de contratos de experiência, o empregador e o empregado podem concordar em rescindir o contrato antes do prazo estipulado, mediante aviso prévio.

Rescisão por Falta de Pagamento: Se o empregador deixar de pagar os salários, benefícios ou verbas rescisórias devidas, o empregado pode considerar o contrato rescindido por culpa do empregador.

O que ocorre se o pagamento da rescisão não for efetuado dentro do prazo?

No caso de a empresa deixar de realizar o pagamento da verba rescisória no prazo estipulado pelo artigo 477 da CLT, enfrentará penalidades, sendo sujeita a uma multa salarial devida ao empregado.

Essa multa salarial constitui uma forma de punição imposta ao empregador que não cumprir o prazo legal para efetuar o pagamento da verba rescisória.

A penalidade se traduz em um montante equivalente ao valor total devido ao empregado, acrescido de multa diária até que o pagamento seja efetivado.

Além da multa salarial, o empregador pode ser responsabilizado por crime de apropriação indébita caso não efetue o pagamento da verba rescisória por mais de 90 dias.

Portanto, é essencial compreender o prazo de pagamento para rescisão contratual em casos de demissão. Essa compreensão assegura que os direitos trabalhistas sejam devidamente respeitados, garantindo o recebimento integral de todos os pagamentos a que o empregado tem direito.

Descubra os seus direitos trabalhistas! Inscreva-se abaixo e mantenha-se informado sobre seus direitos. Receba nossos conteúdos por e-mail para ficar atualizado sobre os seus direitos.

O que a CLT diz sobre o prazo de pagamento da rescisão de contrato?

O prazo de pagamento da verba rescisória é uma norma legal que deve ser rigorosamente observada pelas empresas.

A empresa tem até 10 dias corridos, a contar da data do término do contrato, para efetuar o pagamento das verbas rescisórias.

Esse prazo é claramente estabelecido pela CLT:

A entrega ao empregado de documentos que comprovem a comunicação da extinção contratual aos órgãos competentes bem como o pagamento dos valores constantes do instrumento de rescisão ou recibo de quitação deverão ser efetuados até dez dias contados a partir do término do contrato.§ 6º do art. 477 do Decreto-Lei 5.452.

Quando a empresa não cumpre esse prazo, uma série de consequências pode ser desencadeada, incluindo multas e responsabilidades legais.

A multa salarial é uma das principais penalidades aplicadas ao empregador que deixa de efetuar o pagamento da verba rescisória no prazo estipulado.

Gostou do artigo?

Então, continue acompanhando o nosso blog, trazemos muitas informações, que te ajudam a tirar todas as suas dúvidas sobre as áreas de RH, Departamento Pessoal e Contabilidade, processos relacionados ao eSocial, além de novidades e as últimas notícias do setor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale com a Nith
Olá, como podemos te ajudar?
x