Pular para o conteúdo
Receba nossas notícias em seu e-mail:
Search
Close this search box.

MEI: DASN-SIMEI já podem ser enviadas para a Receita Federal

Confira no nosso artigo como fazer a entrega da DASN-SIMEI de forma correta!
entrega Dasn-simei

Os MEIs (Microempreendedor Individual) já podem entregar a Declaração Anual do Simples Nacional do Microempreendedor Individual (DASN-SIMEI). O prazo estabelecido pela Receita Federal estende-se até 31 de maio.

Dessa forma, todos os Microempreendedores Individuais (MEIs) com CNPJ ativo devem apresentar a declaração, independentemente de terem ou não obtido receitas durante o ano de 2023. 

Mesmo os empresários que encerraram suas atividades como MEI durante esse período ainda são obrigados a preencher a declaração.

Confira tudo sobre a entrega da declaração da DASN-SIMEI no nosso artigo. Vem com a gente!

Como fazer a entrega da DASN-SIMEI?

Nesse período de entrega do documento, é importante ficar atento, já que a declaração não é única, pois a Receita Federal disponibiliza dois tipos distintos. Nesse sentido, ao enviar o documento, os empreendedores devem optar entre as duas opções.

Situação Normal

Esse modelo destina-se à situação em que o CNPJ permanece ativo, e o Microempreendedor declara as receitas do ano anterior. Essa categoria também inclui também os empresários que foram desenquadrados do grupo, mas mantêm o CNPJ ativo.

Situação Especial

No caso das empresas enquadradas na “Situação Especial”, a declaração deve ser preenchida quando ocorre o encerramento do MEI. 

Se a empresa estiver ativa e essa opção for selecionada de maneira equivocada, a correção só poderá ser feita no início do ano seguinte, ainda mantendo o CNPJ ativo.

Se esse equívoco ocorrer, no ano subsequente, o microempresário deve retificar a declaração de “Situação Especial” para “Situação Normal”, desmarcando a opção anterior. Se o procedimento falhar, é aconselhável contatar a Receita Federal para realizar a correção.

Como transmitir a DASN-SIMEI?

O processo de declaração da DASN-SIMEI é simples e deve seguir os seguintes passos:

Acesse a página do Simples Nacional no site da Receita Federal;

Informe seu CNPJ;

Selecione o ano da declaração (2023);

Informe o valor da receita bruta total;

Indique a quantidade de funcionários no ano;

Verifique as informações;

Conclua o processo.

O que acontece se o MEI não entregar a declaração?

As consequências da não entrega da DASN-SIMEI incluem uma penalidade mínima de R$ 50 para o microempresário, com um boleto gerado no momento em que a declaração atrasada é preenchida. 

Somado a isso, há um desconto de 50% na multa se o pagamento for efetuado dentro de 30 dias, totalizando R$ 25 pelo atraso. Porém, se a entrega não ocorrer em até 90 dias após o prazo final, o CNPJ será considerado inapto. 

Nesse cenário, as dívidas são transferidas para o nome do empresário, afetando negativamente o CPF e dificultando a obtenção de empréstimos e financiamentos, conforme explicado no site do Simples Nacional.

MEI (Microempreendedor Individual)

O MEI (Microempreendedor Individual) permite que trabalhadores autônomos exerçam suas atividades de maneira formalizada, com menos burocracia e encargos tributários reduzidos. 

Esse regime foi criado para incentivar a formalização de pequenos negócios e trabalhadores autônomos. 

Além disso, essa modalidade é voltada para pequenos empreendedores e profissionais autônomos, não sendo adequado para empresas de maior porte. O não cumprimento das regras estabelecidas para o MEI pode resultar em penalidades e exclusão do programa.

Características e aspectos que abrangem o MEI

O MEI possui algumas regras e aspectos específicos, confira os principais:

Faturamento anual: O Microempreendedor Individual deve ter um faturamento bruto anual de até R$ 81.000,00.

Atividades permitidas: Existem atividades específicas permitidas para o registro como MEI, abrangendo diversas áreas, como comércio, indústria e serviços.

Cadastro e formalização: O processo de formalização é simplificado e pode ser feito pela internet. O MEI recebe um CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica), o que facilita a abertura de conta bancária, emissão de notas fiscais e acesso a benefícios previdenciários.

Tributação simplificada: O MEI possui um regime tributário simplificado, com pagamento de um valor fixo mensal, que inclui tributos como INSS, ICMS e ISS.

Direitos e deveres: O MEI tem direito a benefícios previdenciários, como aposentadoria, salário-maternidade e auxílio-doença. Além disso, deve cumprir obrigações como a entrega da Declaração Anual do Simples Nacional (DASN-SIMEI).

DASN-SIMEI

A DASN-SIMEI, ou Declaração Anual do Simples Nacional para o Microempreendedor Individual, é uma obrigação fiscal que os Microempreendedores Individuais (MEIs) no Brasil devem cumprir anualmente. Essa declaração é parte integrante das responsabilidades tributárias e fiscais do MEI.

A DASN-SIMEI tem como objetivo informar à Receita Federal sobre o faturamento bruto anual do MEI, bem como se houve contratação de funcionário durante o período. A entrega dessa declaração é necessária, mesmo que o MEI não tenha tido movimentação financeira no ano fiscal.

Gostou do artigo?

Então, continue acompanhando o nosso blog, trazemos muitas informações, que te ajudam a tirar todas as suas dúvidas sobre as áreas de RH, Departamento Pessoal e Contabilidade, processos relacionados ao eSocial, além de novidades e as últimas notícias do setor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale com a Nith
Olá, como podemos te ajudar?
x