Pular para o conteúdo
Receba nossas notícias em seu e-mail:
Search
Close this search box.

Alterações no Imposto de Renda podem ser adiadas para 2025 devido às eleições e às regulamentações da reforma tributária.

Leia o nosso artigo e entenda tudo sobre as alterações que podem ser adiadas para 2025 devido as eleições e as regulamentações da reforma tributária!
blog-o-que-e-o-que-faz-setor-financeiro-de-uma-empresa


Parlamentares estão inclinados a dar prioridade à regulamentação da reforma tributária neste ano.

A reforma do Imposto de Renda (IR) não deve progredir no Congresso Nacional em 2024 devido ao calendário legislativo apertado devido às eleições de outubro, com os parlamentares priorizando a regulamentação da reforma tributária.

É importante destacar que, no final de 2023, foi aprovada a emenda à Constituição que estabelece um novo sistema de pagamento de impostos no Brasil. No entanto, agora os deputados e senadores terão que examinar os projetos de lei que definirão os detalhes da reforma.

É relevante salientar que a reforma do Imposto de Renda é vista como a mais significativa por entidades que representam profissionais da Receita Federal. Para especialistas, essa alteração na forma de cobrança de impostos tem o potencial de trazer justiça tributária para o país.

O objetivo da justiça tributária é criar um sistema de pagamento de impostos no qual as pessoas mais ricas pagam uma proporção maior de tributos do que as mais pobres.

  • Reforma do Imposto de Reforma (IR);
  • Reforma da tributação da Folha de Pagamento.

A emenda à Constituição da reforma tributária estabeleceu os prazos para o governo enviar as novas propostas. De acordo com o texto aprovado, as duas novas reformas devem ser enviadas em 90 dias, enquanto as leis complementares devem ser enviadas em até 180 dias.

Os prazos começaram a contar a partir da promulgação da reforma tributária, que ocorreu em 20 de dezembro, garantindo que os novos textos cheguem ao Congresso Nacional até o primeiro semestre deste ano.

É fundamental destacar que as leis complementares são fundamentais, pois especificam os detalhes mais importantes do novo sistema tributário brasileiro.

Outro ponto a ser debatido é a definição dos alimentos que serão incluídos na Cesta Básica Nacional, que serão isentos de impostos, visando combater a fome.

Gostou do artigo?

Então, continue acompanhando o nosso portal, trazemos muitas informações, que te ajudam a tirar todas as suas dúvidas sobre as áreas de RH, Departamento Pessoal e Contabilidade, processos relacionados ao eSocial, além de novidades e as últimas notícias do setor.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale com a Nith
Olá, como podemos te ajudar?
x