Burocracia: FGTS DOS DOMÉSTICOS – respostas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Oi, pessoal, bom dia!

Algumas pessoas enviaram respostas sobre a burocracia no recolhimento do FGTS dos domésticos, que posto abaixo, para conhecimento:

23/06/2011:

E a questão da alimentação… tenho duas empregadas domesticas que chegam a 7:00 hs e saem as 5:30 hs. no maximo… elas tomam o cafe da manha na minha casa , lancham e almoçam e tem um lanche à tarde, sai muito caro para uma pessoa que ganha 2 salarios mínimos como é o caso dos professores do Brasil e alem dos direitos pagar em média R$ 15,00 de alimentação p/dia… esta lei sendo aprovado eu vou demiti-las e contratar apenas uma ou duas faxinas p/semana e comer de restaurante.. já tá decidido!

25/06/2011:  Francisco Antonio Favero

Bom dia Zenaide, concordo plenamente contigo, sou contador e sinto isto no dia a dia, empregadores domesticos querendo registrar seus funcionarios, mas quando o contador diz que para fazer isto vai lhe gerar um custo, o mesmo desaparece e não registra seu funcionario. Voce tem razão quando fala em criar um carnet para o recolhimento do FGTS, ficaria simples e qualquer empregador pode preencher, o numero de registro aumentaria em muito. Tambem gostaria de opinar sobre os custos de um registro empregado domestico, porque não cobrar somente os 8% de inss do empregado e excluir os 12% do empregador? Simplesmente com esta redução aumentaria em mais de 50% o numero de registrados. Quero parabenizá-la pelo seu Blog e tambem seu sitio.

————————————————————

Mudando de assunto, está um fríiiiio hoje aqui em Florianópolis e estou indo para Curitiba-PR onde fico até quinta-feira, dando curso na ESAF, Escola de Administração Fazendária do Ministério da Fazenda.

Bom início de semana para todos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *